DUPLICIDADES

O cheiro atrai. Cores. Cores exalam odores

Falar.  Falar, sim. Riscar a possibilidade do não
Nutação
Falou sim duas vezes 
Falar é só o começo 
No encontro,  a esperança, que se extingue com
o tempo
No tempo a esperança que abre caminhos
Nos caminhos, a igualdade do tempo-esperança 
Dar e receber: esperanças
Viver de fragmentos de encontro
Nem todo espaço está ocupado 
Existem dois espaços. Um ocupado e outro vazio
Mesmo no escuro se vê clareza
Alheia ao tempo, orar
Ou chorar e orar a um só tempo
Chorar lágrimas coloridas
Os espíritos são multicolores. Ou incolores?
A sombra do querer não apareceu
Como tudo tem sombra,
havia uma sombra no querer
Tanta emoção e o coração escureceu
E no escuro, ele pode menos
Menos dividir. Mais vontade
Vermelho é cor de paixão
Confusão.   Sonhar colorido
Cidade desordenada. Mal estar
Aliás, nada estar
Viver com medo causa ira. Ira e medo.
Desencanta. Desencanto? 
O começo e o fim, dois pontos: 
Encontro/desencontro/desencanto
Fragmentos: Pedaços no tempo. Hora de decidir
Já passou do meio. Razão? Que razão?  

Cifrão
Fica na saudade o mútuo sentir. Tudo tem um fim:
Começo, meio e fim.


Ana Muniz. 30/nov/96. SP. 1h40min   
 

Próximo: MULTIPLICAÇÃO. Clique abaixo >

SETALL - 1996-1998

Está Tudo Pronto (É Só Usar)

Comecei a usar o computador em 1995. SETALL são textos e imagens produzidos por instigação do uso do meio digital.

O texto ao se relacionar com tais figuras traduz em palavras o que vê.

Ana Muniz

Obs. Não encontrei os originais das imagens.